Fique por dentro dos benefícios de andar de bicicleta

postado em: Esporte | 0

Para ter uma vida mais saudável é essencial investir um tempo diário na prática de exercícios físicos. O ciclismo é uma atividade que está crescendo e conquistando cada vez mais pessoas adeptas à prática esportiva. Isso porque são inúmeros os benefícios de andar de bicicleta.

Pedalar é importante, pois promove mais qualidade de vida e bem-estar, além de ser uma atividade que pode ser feita em família, proporcionando momentos felizes, liberdade e união. Quer aprender mais sobre os benefícios dessa prática esportiva? Então, continue a leitura!

Previne doenças cardiovasculares

O ciclismo ajuda a prevenir doenças graves, tais como: diabetes, câncer, artrites e doenças cardiovasculares — derrame, pressão alta, ataque cardíaco.

Isso de deve porque pedalar ajuda a fortalecer os músculos do coração e na redução dos níveis de gordura que estão presentes no sangue. A prática esportiva, combinada com uma alimentação saudável, também estimula a saúde dos pulmões e promove uma boa circulação sanguínea no corpo.

Diminui o estresse

Quando pedalamos, liberamos hormônios (como é o caso da endorfina), provocando o relaxamento e ajudando a promover o bom humor. Além disso, pedalar também ajuda a diminuir o estresse, visto que reduz os riscos de depressão e ansiedade.

Otimiza o tempo e ajuda a natureza

Não é nenhuma novidade que precisamos cuidar do meio ambiente, certo? Desse modo, andar de bicicleta, além de otimizar o tempo, ainda contribui para a preservação da natureza. Assim, utilizar a bike como um meio de transporte é uma maneira de garantir que menos veículos motorizados estejam rodando na cidade, poluindo o meio ambiente.

Diminui os riscos de obesidade

Colocar o corpo em movimento é uma excelente alternativa para evitar a obesidade. Para você ter uma ideia, uma hora pedalando faz com que uma pessoa perca de 180 a 300 calorias (depende do biotipo e nível de esforço).

Portanto, andar de bicicleta é mais uma maneira de queimar a gordura corporal, principalmente se for combinada com uma dieta saudável.

Recupera lesões

Andar de bicicleta faz com que as articulações sejam reforçadas. Dessa maneira, a prática esportiva contribui para a prevenção da osteoporose e também artrite, bem como demais lesões ósseas. Além disso, ajuda a desenvolver a coordenação motora e o equilíbrio.

Consulte um profissional antes de praticar a atividade

Antes de investir na compra de uma bicicleta, principalmente se você for sedentário, é importante fazer uma avaliação com profissionais da área da saúde para comprovar que você está apto para realizar a prática esportiva.

O profissional fará uma avaliação geral analisando a sua rotina, peso, biótipo, alimentação, entre outros aspectos, e montará um treino — com sugestões de alongamento — para você iniciar o ciclismo. Além disso, é fundamental investir nos acessórios necessários para o esporte, bem como verificar se há alguma lesão que precisa de um tratamento mais específico.

Não é à toa que essa prática esportiva está conquistando mais adeptos a cada dia que passa. Afinal, são diversos os benefícios de andar de bicicleta, como a prevenção de doenças e a contribuição com o meio ambiente.

Neste post, você conferiu alguns dos principais benefícios de andar de bicicleta. Gostou do conteúdo? Então, que tal conferir agora as 4 dicas para trilhas que não podem ser ignoradas? Boa leitura!

6 exercícios ao ar livre para fazer agora mesmo!

6 exercícios ao ar livre para fazer agora mesmo!

postado em: Esporte | 0

O dia amanheceu com um clima agradável e convidativo para sair de casa? Em condições assim você não vai querer ficar preso na academia, não é mesmo? Então, que tal aprender alguns exercícios para fazer ao ar livre?

Continue lendo este post e veja algumas sugestões interessantes para trabalhar o corpo todo, além de dicas importantes para evitar lesões!

1. Alongamento

O alongamento é um dos exercícios para fazer ao ar livre mais ecléticos que existem. Pode ser praticado por qualquer pessoa, sem restrição de idade. Consiste em realizar movimentos lentos e firmes para melhorar a flexibilidade dos músculos e articulações.

Para praticar, basta esticar o músculo com leve força e manter a posição por cerca de 20 segundos. No braço, por exemplo, puxe para junto do peito até sentir que os músculos estão esticados. Você pode alongar pernas, pés, braços pescoço, coluna, etc.

2. Agachamento

Trabalha os músculos dos membros inferiores e ajuda a tonificar o abdômen. Para praticar, basta manter os pés afastados, o abdômen contraído e abaixar o quadril como se fosse sentar-se em um banco baixo.

Não deixe que a ponta do joelho ultrapasse a ponta do pé. O ideal é que o quadril se desloque para trás, agachando a ponto de manter as coxas paralelas ao solo. Repita 3 séries de 15 movimentos cada.

3. Flexão de braço

Esse exercício trabalha os músculos dos braços e também o abdômen. Ele pode ser praticado em duas posições, sendo com ou sem o apoio dos joelhos no chão. Ambos oferecem bons resultados.

Para realizar, apoie a palma das mãos no chão. Estenda o corpo para trás e fique na ponta dos pés. Mantenha os joelhos no chão se não conseguir ficar nessa posição. Abaixe e levante o tronco dobrando os cotovelos. Repita 3 séries de 10 a 15 movimentos cada.

4. Prancha

A prancha trabalha vários grupos musculares, mas em especial o abdômen e a lombar. Para praticá-la é preciso apoiar os antebraços no chão, deixar as pernas unidas e esticadas, e ficar na ponta dos pés com o abdômen contraído.

O segredo aqui é manter o corpo reto, evitando abaixar ou elevar demais o quadril para não sentir dores. Mantenha essa posição por cerca de 30 segundos a 1 minuto e repita 3 vezes.

5. Abdominal

Existem diversos tipos de abdominais que podem estar em sua lista de exercícios para praticar ao ar livre. Porém, o queridinho nos treinos é o tradicional, praticado deitado no chão com os joelhos dobrados, elevando levemente o tronco.

Tenha cuidado para não forçar o pescoço. Lembre-se que a força deve ser concentrada no abdômen, que precisa estar sempre contraído.

6. Afundo

O afundo é um excelente exercício para aumentar a força e resistência das pernas. Ele é simples de ser feito, mas você perceberá que exige bastante dos músculos. Você só precisa ficar em pé e manter uma perna à frente da outra, em um passo bem largo.

Em seguida, abaixe o tronco mantendo-o ereto, na tentativa de encostar o joelho da perna de trás no chão, mas não é preciso de fato tocá-lo. Não deixe que a ponta do joelho da frente ultrapasse a ponta do pé. Repita o movimento 15 vezes para cada perna.

Na hora de realizar seus exercícios ao ar livre, tenha cuidado com o terreno escolhido para isso. Prefira lugares planos onde não haja saliências no solo, para evitar desequilíbrios, torções e quedas.

Caso sinta dores nas articulações é preciso rever a posição e os movimentos adotados. Se elas persistirem, procure a ajuda de um especialista para não sofrer lesões. E para evitar o cansaço muscular pós-treino, aqueça com uma caminhada antes de começar e alongue-se ao final.

Os exercícios para fazer ao ar livre são uma boa opção para quem gosta de se exercitar, mas não quer ficar preso na academia. Assim, é possível aproveitar o dia de sol e relaxar, ao mesmo tempo em que cuida da saúde.

Praticar exercícios com uma companhia é sempre mais agradável, não é mesmo? Então, compartilhe estas sugestões em suas redes sociais e convide seus amigos para treinarem com você!