Dor no Tornozelo: Quais as causas e o que fazer.

postado em: Saúde | 0

Com certeza você também já deve ter sentido dor no tornozelo em algum momento da sua vida. Afinal, essa sensação dolorosa é muito comum e pode afetar pessoas de qualquer idade. Isso porque as suas causas são muito distintas, o que faz variar a sua gravidade e intensidade.

Essa articulação é muito importante para manter a sustentação do corpo e a estabilidade ao caminhar. Por isso, ainda que a dor no tornozelo seja leve, é importante descobrir as suas causas e tratá-la adequadamente. O intuito é evitar que um pequeno problema de hoje se torne uma grande complicação amanhã.

Para entendermos melhor o que provoca dores nessa articulação fomos conversar com o Dr. Tiago Doyle, médico ortopedista especialista em cirurgia do pé e tornozelo e cirurgia do trauma. Continue lendo e entenda o que causa essa dor, como ela pode ser tratada e as suas formas de prevenção.

Quais são as principais causas da dor no tornozelo?

O tornozelo é a articulação que faz a ligação das pernas e dos pés. Ele é uma estrutura estável composta por três ossos com ligamentos e tendões que mantêm a sua estabilidade. Sua função é receber e distribuir para os pés toda a carga de peso que vem do corpo.

Por causa disso, essa articulação está muito propensa a sofrer sobrecarga e estresse. Essas condições se manifestam em forma de dores, incômodos e até mesmo lesões. Isso torna mais grave quando o indivíduo apresenta uma doença ou problema que deixa os tornozelos mais fracos e sensíveis.

A dor que se manifesta nessa região pode não ser nada muito grave, como também indicar uma condição que exige mais atenção. Algumas das suas causas são:

Problemas na pisada

O modo como uma pessoa sustenta o pé no chão (pisa) pode desencadear a dor no tornozelo. Isso acontece porque existem três tipos diferentes de pisada, sendo:

  • supinada: quando a concentração do peso do corpo é maior na parte de dentro dos pés;
  • pronada: quando a concentração do peso é maior na parte de fora dos pés;
  • neutra: peso é distribuído de forma equilibrada sobre os pés.

No caso das pisadas supinada e pronada a forma como os pés tocam no chão acabam forçando a articulação do tornozelo para dentro ou para fora. Essa posição inadequada causa dor na região e, com o tempo, leva a lesões nessa e outras articulações.

Entorses

Popularmente chamada de torção no tornozelo, a entorse é uma lesão ligamentar muito comum, que acontece quando ocorre uma movimentação anormal da articulação dessa região, o famoso “dobrar o pé”. Essa posição inadequada força os diversos ligamentos que ajudam a dar estabilidade para a articulação.

A entorse varia em gravidade, sendo classificada em três graus diferentes de acordo com o dano causado nos ligamentos. São eles:

  • entorse de grau 1: ocorrem microlesões nos tecidos;
  • entorse de grau 2: acontece uma ruptura parcial do ligamento;
  • entorse de grau 3: essa ruptura é total, rompendo o tecido.

Em todos os casos é essencial fazer a reabilitação da articulação para evitar a sua instabilidade no futuro.

Doenças e inflamações

Algumas doenças e inflamações também acometem essa articulação promovendo dor no tornozelo. Entre elas podemos citar aquelas mais comuns que são:

  • tendinite: inflamação que se manifesta quando um dos tendões é danificado, geralmente em função de movimentos repetitivos ou esforço excessivo;
  • gota: doença reumática classificada como condição crônica que provoca inflamação grave nas articulações;
  • artrite: inflamação que afeta uma ou mais articulações do corpo provocando sensações dolorosas e rigidez, tende a piorar conforme a idade avança;
  • artrose: problema degenerativo que afeta os tecidos flexíveis localizados nas extremidades dos ossos. Ele se desgasta, os ossos ficam mais grossos e atritam entre si;
  • artrite reumatoide: inflamação sistêmica das articulações que provoca o desgaste delas causando dores que se manifestam, principalmente, de manhã ou após um longo período de repouso;
  • bursite: Inflamação que afeta as bursas, que são bolsas de líquido que protegem as articulações do corpo.

Como aliviar essa sensação dolorosa?

Quando a dor no tornozelo tem origem inflamatória, ou essa articulação sofreu um trauma como uma entorse, ela pode ser aliviada com uma compressa fria. A baixa temperatura ajuda a desacelerar o processo inflamatório e reduz o inchaço.

Manter o tornozelo elevado também é uma ótima medida paliativa para minimizar inchaços e hematomas provocados por lesões. Lembrando que em todos os casos é importante reduzir a carga de atividades para que o tornozelo se recupere.

O uso de sprays para contusão ajuda quando o problema está nos músculos e outros tecidos flexíveis. No caso de optar por eles, é importante seguir as instruções de uso para alcançar os benefícios esperados.

Quando a dor não cessa, é intensa demais, não é possível movimentar o tornozelo ou apoiar o pé no chão, é fundamental procurar um médico. Isso porque a lesão pode ser mais grave e exigir intervenções complexas.

Quais tratamentos são adotados para essa dor?

O tratamento para dor no tornozelo varia de acordo com aquilo que está causando esse sintoma. No caso das manifestações agudas, o uso de tornozeleiras ortopédicas pode ser suficiente para permitir a recuperação da articulação.

Quando alguma doença se manifesta, no caso de inflamações, o uso de medicamentos pode ser recomendado. E para aquelas classificadas como crônicas, é necessário tanto uso de remédios quanto o acompanhamento com um profissional.

Para situações mais complexas como as malformações e fraturas, as cirurgias são uma opção. Porém, isso é avaliado de acordo com cada paciente e observando se não é possível adotar terapias não invasivas.

Sessões de fisioterapia e o uso de calçados ortopédicos também são formas de tratar a dor no tornozelo. Concomitantemente, costuma ser indicado o uso tornozeleiras que atendam a necessidade da pessoa.

Esses equipamentos ajudam a realizar uma compressão na articulação, ao mesmo tempo em que a mantém aquecida. Eles oferecem estabilidade para essa estrutura e sua musculatura prevenindo as lesões e ajudando na recuperação quando há um problema estabelecido.

O que ajuda a prevenir a dor no tornozelo?

As manifestações agudas de dor no tornozelo causadas por movimentos repetitivos, sobrecarga, esforço excessivo ou entorses podem ser prevenidas com o uso de tornozeleiras ortopédicas. Elas também ajudam a evitar lesões mais graves.

São ideais para quem pratica atividades físicas de impacto, atletas e pessoas que têm essa articulação fraca ou fragilizada. Afinal, esses grupos estão mais suscetíveis a sentirem dores nessa região.

Existem diversos modelos de tornozeleiras que atendem a diferentes necessidades. A elástica ajuda a dar estabilidade e faz uma leve compressão no tornozelo, mas para quem precisa de um pouco mais de firmeza, o ideal é usar a Aircast, que dá mais sustentação para a articulação — é ideal para quem está se recuperando, a fim de evitar recidivas.

Já a tornozeleira Newprene é ideal para quem precisa tanto de estabilidade como manter a temperatura do tornozelo um pouco mais alta. Esse é o caso de quem sofre com doenças como artrose e artrite, que se agravam com frio.

A prevenção também é feita por meio de alongamentos pela manhã e antes da prática de exercícios. Além disso, no caso de atividades laborais repetitivas ou permanecer muito tempo na mesma posição, é importante fazer pausas regulares para alongar e ativar a circulação sanguínea.

Embora nem sempre seja grave, a dor no tornozelo incomoda bastante e, dependendo daquilo que a está causando, tende a piorar com o tempo. Por isso, é importante cuidar dessa articulação adotando medidas preventivas e buscando a ajuda de um ortopedista sempre que houver dúvidas.

Conheça as opções de tornozeleiras oferecidas pela Salvapé e outros produtos que ajudam aumentar a qualidade de vida. Entre em contato conosco e converse com um dos nossos especialistas.

Seguir Equipe Salvapé:

Fundada em 1938, a SalvaPé foi pioneira no mercado de produtos ortopédicos no Brasil. São mais de 80 anos trabalhando em parceria com os melhores profissionais da saúde do país para oferecer produtos com foco em inovação e qualidade. SalvaPé, desde 1938, Produtos Ortopédicos da Cabeça aos Pés.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *