Tratamento para Joanete: 6 práticas para a Saúde dos seus Pés

postado em: Fisioterapia, Ortopedia, Saúde | 0

Existem diversos tipos de tratamento para joanete, caseiros e médicos, que visam minimizar sintomas ou solucionar o problema de forma definitiva. Quem tem essa deformação sabe quanto ela incomoda e realmente precisa de medidas que ajudem a aliviar os desconfortos.

O joanete, também conhecida como Hálux Valgo ou Hallux Valgus, é uma deformação que afeta os dedos dos pés, principalmente o primeiro (dedão). Provoca uma saliência na articulação, fazendo com que o dedo sofra um desvio em direção aos demais, sobrecarregando as estruturas do pé. A causa do joanete é o fator genético, agravado pelo uso de calçados apertados, principalmente.

Por isso, quando ele se manifesta, é preciso consultar um médico para fazer um tratamento adequado à gravidade do problema. Neste artigo, listamos alguns que podem ser adotados em casa ou pelo profissional. Continue lendo e veja como aliviar os incômodos do joanete e evitar que ele se agrave.

1. Escalda-pés

O escalda-pés é uma medida caseira para tratar o joanete que alivia os sintomas causados por ele. Consiste em mergulhar os pés em água quente com substâncias relaxantes que reduzem a dor e minimizam o inchaço.

A solução do escalda-pés pode ser feita em uma bacia adicionando 2 colheres de sal grosso, sal de Epsom ou ervas calmantes, como a camomila. A temperatura da água deve estar agradável para não ferir a pele. Deixe os pés de molho por cerca de 20 minutos ou até que a temperatura reduza.

2. Exercícios para a articulação

O tratamento para joanete também pode ser feito por meio de exercícios localizados para trabalhar a articulação e minimizar a deformidade. Uma opção é colocar uma toalha no chão e tentar puxá-la apenas com os dedos, depois empurrá-la.

Outra prática eficaz é envolver os dedões com um elástico e fazer força para esticá-lo com o dedo. Sente-se confortavelmente para fazer o exercício e repita os movimentos por cerca de 10 vezes em três sessões, com intervalo de alguns segundos entre elas.

3. Alimentação equilibrada

Como o joanete é uma deformidade do osso e articulação, oferecer nutrientes específicos para eles contribui para melhorar sua saúde, minimizar o problema e evitar que ele se agrave. As vitaminas A, C, D e o mineral Cálcio são fundamentais nesse caso. Sendo assim, mantenha uma dieta equilibrada incluindo em seu cardápio alimentos como:

  • bife de fígado;
  • ovos;
  • cenoura;
  • espinafre;
  • mamão;
  • frutas cítricas;
  • brócolis;
  • tomate;
  • leite e seus derivados;
  • feijão.

4. Produtos ortopédicos

O uso de produtos ortopédicos, como a Augusta Hálux Valgo da SalvaPé é uma medida interessante para prevenir, minimizar desconfortos e tratar o joanete. Eles também são indicados para o pós-operatório, quando há necessidade de fazer a cirurgia de joanete.

Existem diferentes opções de itens ortopédicos que são indicados para cada situação, dependendo da necessidade e gravidade do problema. As talas, por exemplo, promovem estabilização da articulação para reduzir a sobrecarga e evitar movimentos bruscos.

Também há os afastadores de dedos, a cinta de tração e os protetores. Esses últimos são uma opção para reduzir o atrito na articulação do joanete e promover um conforto maior ao usar calçados fechados, que podem ferir a pele ou inflamar a protuberância óssea.

5. Medicamentos tópicos

Medicamentos tópicos podem ser usados como tratamento para joanete quando ele está inflamado. Esse tipo de medicação é aquele aplicado diretamente no local afetado, tem ação analgésica e anti-inflamatória.

Contudo, antes de usar qualquer fórmula, é interessante consultar um médico para que ele possa indicar o melhor remédio em seu caso. Um farmacêutico também pode recomendar um medicamento eficaz para joanete.

Lembre-se de seguir corretamente as instruções de uso constantes na bula. Ainda que seja uma substância de uso na pele, os medicamentos tópicos podem causar reações adversas se não forem administrados corretamente.

6. Cirurgia de correção

A primeira opção de tratamento para joanete são as medidas conservadoras, ou seja, aquelas que visam reduzir o desconforto e evitar a progressão da deformidade. No entanto, há casos em que essas terapias não surtem efeito, sendo necessário recorrer à cirurgia.

Existem diferentes técnicas cirúrgicas que são adotadas de acordo com o tipo de joanete e as características do problema. Afinal, em alguns casos, é preciso trabalhar sobre os tecidos moles, em outros, o osso é que necessita de correção e ainda há pacientes que precisam desses procedimentos combinados.

Entretanto, independentemente do tipo de cirurgia para tratamento de joanete, atualmente os especialistas têm preferido as técnicas minimamente invasivas, porque causam menores agressões nos tecidos e permitem uma recuperação mais rápida com menos riscos.

A cirurgia aberta tradicional também pode ser adotada, caso a minimamente invasiva não seja suficiente para promover as correções necessárias. Além disso, dependendo do problema, pode ser necessário corrigir a deformidade por meio de pinos, placas ou parafusos.

É válido lembrar de que toda cirurgia para joanete exige cuidados na recuperação para que o procedimento seja bem-sucedido. O uso de órteses como a Augusta Hálux Valgo, nesse caso, é essencial para que a articulação seja preservada e os tecidos possam cicatrizar corretamente.

Como evitar o agravamento do joanete

Embora seja possível fazer o tratamento para joanete, o ideal é evitar que ele se manifeste e prevenir o seu agravamento. Afinal, a tendência é de que essa deformidade aumente com o tempo, portanto, se existe uma predisposição para que ela se manifeste, algumas medidas devem ser adotadas.

O uso de calçados apertados é uma das principais causas do agravamento da deformação. O correto é optar por modelos que acomodem o pé confortavelmente, evitar aqueles de bico fino, menores que o pé ou com saltos muito altos.

O uso de proteções durante as práticas esportivas e exercícios físicos também é importante. Isso evita a sobrecarga na articulação para que ela trabalhe sem esforço excessivo. Ainda, deve-se escolher o calçado correto para cada situação e dependendo do tipo de pisada.

Isso porque é comum que a distribuição de peso seja desigual nos pés, causando a pisada pronada ou a supinada. Em ambos os casos, é importante optar por um calçado que ajude a corrigir essa característica para que não aconteça sobrecarga na planta dos pés e nos dedos.

Embora essa deformidade seja facilmente identificada pelo próprio indivíduo, ao notar sintomas é preciso procurar um médico para obter um diagnóstico, a fim de que ele indique o melhor tratamento para joanete no seu caso. Assim, você saberá como conviver com essa condição de forma saudável, cuidando bem dos seus pés para ter mais qualidade de vida.

Você tem joanete? Conhece algum tratamento caseiro eficaz e seguro para reduzir os sintomas desse problema? Deixe seu comentário e divida com a gente!

Seguir Equipe Salvapé:

Fundada em 1938, a SalvaPé foi pioneira no mercado de produtos ortopédicos no Brasil. São mais de 80 anos trabalhando em parceria com os melhores profissionais da saúde do país para oferecer produtos com foco em inovação e qualidade. SalvaPé, desde 1938, Produtos Ortopédicos da Cabeça aos Pés.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *