O que é Hérnia de Disco: Entenda os Sintomas e Tratamentos

postado em: Saúde | 0

Você sabe o que é hérnia de disco? Esse é um problema que afeta a coluna e não é raro de acontecer em pessoas de diferentes idades. Pode ser assintomático em alguns casos, mas, em outros, há o risco de causar limitações significativas em função das dores e dos incômodos que provoca.

Mas como esse tipo de hérnia se forma? Quais são os sintomas que essa condição provoca? É possível tratar e prevenir? Neste artigo, responderemos a essas e outras perguntas a fim de esclarecer melhor o assunto para que você possa cuidar bem da sua coluna.

Continue lendo e descubra mais sobre os diferentes tipos de hérnia e como os exercícios podem ajudar a manter o equilíbrio vertebral, estrutura tão importante do corpo humano.

O que é a hérnia de disco?

Todas as articulações do nosso corpo são protegidas por uma espécie de amortecedor natural, e com a coluna vertebral isso não é diferente. Entre as vértebras encontramos uma estrutura cartilaginosa, os discos intervertebrais, que evitam o contato direto entre os ossos e ainda minimizam impactos.

Quando esses discos sofrem um desgaste se forma uma hérnia. Ela se caracteriza pelo extravasamento do interior do disco, ou por seu deslocamento do lugar. Como consequência, o nervo da coluna fica comprimido e surgem as dores e os incômodos.

Existem tipos diferentes de hérnia de disco?

Uma hérnia de disco pode se formar em qualquer um desses amortecedores naturais mencionados. No entanto, é mais comum que ela ocorra na coluna cervical ou na lombar. Isso devido ao fato de que são essas duas regiões as que mais se movimentam e estão sujeitas à sobrecarga.

A hérnia de disco lombar é aquela que se forma na porção inferior da coluna. Seus sintomas dolorosos podem irradiar para as pernas e os pés. Já a hérnia de disco cervical se manifesta à altura do pescoço e pode até mesmo ser uma consequência da hérnia lombar, por causa da postura adotada pelo indivíduo a fim de minimizar as dores.

Quais são as causas da hérnia de disco?

Além de entender o que é hérnia de disco, conhecer as suas causas é fundamental, principalmente para adotar medidas preventivas. A ocorrência dessa condição exclusivamente em função de traumas é pequena, uma vez que está mais relacionada com o fator genético.

Isso significa que, quando há casos na família, existe uma propensão maior para o indivíduo desenvolver esse problema, mas não necessariamente implica que ele terá a hérnia. Quem apresenta essa predisposição precisa ter uma atenção maior com a sua coluna a fim de evitar que o fator genético impere.

Essa lesão também está muito relacionada com o avanço da idade. Conforme o organismo envelhece pelo processo natural, os discos intervertebrais ficam cansados em função do esforço e da sobrecarga que receberam. Assim, chega um momento em que não suportam mais.

Fazer esforços físicos intensos e constantes também podem levar ao desgaste prematuro dos discos intervertebrais. Por isso, a prática de exercícios e de outras atividades precisa estar condizente com o preparo e o condicionamento de cada um, sendo sempre realizados com os movimentos adequados e com a técnica precisa para não comprometer a coluna.

Outras condições que podem levar à formação da hérnia de disco são a má postura corporal, o sedentarismo e a obesidade. Esses fatores levam ao uso inadequado ou à sobrecarga da coluna, prejudicando as suas articulações.

Quais sintomas esse problema provoca?

Como a hérnia de disco pressiona os nervos da coluna, a dor é o principal sintoma provocado por essa condição, isso tanto para o problema que se manifesta na cervical quanto para aquele que ocorre na região lombar.

No caso da hérnia de disco cervical, as manifestações dolorosas afetam o pescoço e se irradiam para os braços, os ombros e até mesmo as mãos. Pode ocorrer dormência ou formigamento, ardência e fraqueza muscular. Esses incômodos são relatados como agudos ou enfadonhos, manifestam-se de forma contínua e são difíceis de dizer ao certo em que ponto estão.

A hérnia de disco lombar irradia esses mesmos sintomas para os membros inferiores. A pessoa pode sentir dificuldade para ficar em pé e caminhar, muitas vezes não encontra posição para ficar sentada ou mesmo deitada. É por isso que esse problema provoca limitações que afastam o indivíduo das suas atividades rotineiras.

Como é feito o tratamento da hérnia de disco?

A primeira medida adotada para tratar a hérnia de disco é promover a mudança de hábitos da pessoa. É fundamental que ela faça uma correção da sua postura, evitando que a cervical ou a lombar sofram um esforço ou sobrecarga maiores ainda.

A prática de exercícios físicos também é muito importante porque ajuda a fortalecer a musculatura da coluna, minimizando os impactos sobre os discos intervertebrais. Porém, essas atividades precisam ser prescritas por um especialista, para que não venham a causar uma lesão ainda maior na região afetada.

Quando a pessoa está em crise, os sintomas são minimizados com medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios, mas eles só podem ser utilizados conforme a instrução de um médico especialista. Afinal, é preciso utilizar a substância certa, na dosagem correta, para que ela seja eficaz e não prejudique o organismo.

As sessões de fisioterapia ajudam bastante. Além de minimizar as dores e os incômodos, é possível corrigir a postura corporal, fortalecer a musculatura e dar mais flexibilidade para o corpo. Desse modo, a pessoa consegue se movimentar com menos dificuldade.

Existe a técnica cirúrgica para fazer o tratamento da hérnia de disco, mas ela não é a primeira opção. Essa terapia apenas é recomendada quando outras medidas não surtiram efeito ou quando o indivíduo sofre com muitas limitações.

É possível prevenir a hérnia de disco?

Embora o envelhecimento natural e a predisposição genética sejam as principais causas da hérnia de disco, é possível minimizar o desgaste da coluna. Isso é feito adotando uma postura corporal adequada para que as vértebras estejam bem posicionadas e não sofram esforço.

Beber bastante água também é importante para manter a hidratação corporal e, consequentemente, dos discos intervertebrais. Mas eles precisam se movimentar para que se mantenham firmes e lubrificados, por isso, é fundamental evitar o sedentarismo e manter uma prática regular de exercícios físicos.

Lembre-se de que os treinos precisam estar adequados ao seu preparo para que respeitem as características do seu corpo. Afinal, o intuito é de que eles ajudem a proteger as suas estruturas para que elas se mantenham em movimento sem sobrecargas.

Agora que você já sabe o que é hérnia de disco e viu que não é difícil prevenir esse problema, procure adotar hábitos saudáveis que certamente beneficiarão seu corpo por inteiro. Tenha atenção à sua postura, evite esforços excessivos e pratique atividades físicas para fortalecer o corpo e prevenir dores e lesões.

Quer conhecer outras formas de ter mais disposição em seu dia a dia e qualidade de vida? Então, aproveite para descobrir alguns exercícios para as costas que ajudam a reduzir as dores e incômodos.

Seguir Equipe Salvapé:

Fundada em 1938, a SalvaPé foi pioneira no mercado de produtos ortopédicos no Brasil. São mais de 80 anos trabalhando em parceria com os melhores profissionais da saúde do país para oferecer produtos com foco em inovação e qualidade. SalvaPé, desde 1938, Produtos Ortopédicos da Cabeça aos Pés.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *