Dores nas Pernas: Descubra as causas e tratamentos!

postado em: Saúde | 0

Quem nunca experimentou uma sensação de peso e cansaço nos membros inferiores ao final do dia? Por ser um problema muito comum, é frequente a busca por informações sobre como tratar dores nas pernas. Entretanto, mais importante do que isso, é saber o que está provocando tal condição.

Há casos em que a dor está relacionada simplesmente ao desgaste físico após uma rotina muito exaustiva ou algum esforço específico. Mas existe a possibilidade de sua origem estar em doenças e problemas mais complexos, que exigem a avaliação de um profissional.

Por isso, preparamos este artigo com a ajuda do Dr. Marcos Cardoso, Ortopedista do HCor de São Paulo, a fim de que você compreenda melhor a dor nas pernas. Continue lendo para saber quais são os tipos que existem, o que provoca esse problema e como ele pode ser tratado.

Quais são os tipos de dor nas pernas?

A dor (algia) é uma sensação desagradável provocada pelo estímulo de terminações nervosas que são sensíveis a determinados fatores. Entretanto, apesar de terem a mesma definição, existem diferentes tipos de dor que variam de acordo com a sua intensidade, difusão, origem, periodicidade, entre outras características.

Sendo assim, quando as pernas ficam doloridas, esse sintoma pode ter a sua origem em diversos fatores. Portanto, também podemos classificar as dores nos membros inferiores em três principais tipos, como você verá a seguir.

Dores ortopédicas

Recebe a classificação de dor ortopédica aquela que está relacionada com problemas musculoesqueléticos, como nas doenças que afetam as articulações, como, por exemplo, a artrose e a artrite. Esse tipo de dor é tratado principalmente pelo médico ortopedista e é mais comum em pessoas com idade avançada.

Dores circulatórias

As dores circulatórias são aquelas desencadeadas por problemas vasculares que provocam a redução do fluxo sanguíneo para os membros inferiores ou outras complicações. Elas ocorrem porque os tecidos não recebem oxigênio, nem nutrientes suficientes. Há prejuízo ao sistema linfático, causando a retenção de líquidos, acarretando inchaço e sensação de peso nas pernas.

Dores ciáticas

A dor ciática é provocada por problemas que afetam os nervos, podendo ser uma inflamação ou uma pressão inadequada sobre eles. Esse tipo de dor costuma irradiar-se para a parte posterior da coluna, causando grande desconforto para o indivíduo e até mesmo provocando limitações físicas.

O que causa as dores nas pernas?

Também existem variações das causas de algia nos membros inferiores dentro dos seus diferentes tipos. Por isso, existem formas de tratar as dores nas pernas com terapias distintas, ainda que elas tenham origens parecidas, afinal, a abordagem dependerá da característica de cada problema. Confira alguns fatores desencadeantes desse sintoma.

Problemas vasculares

A dor nas pernas desencadeada por problemas no sistema vascular, ou seja, na circulação sanguínea pode estar relacionada com a insuficiência venosa ou doença venosa crônica. Sua complicação é a formação de varizes ou vasos, facilmente identificados a olho nu.

Também existe a possibilidade de a dor ser desencadeada por uma redução do fluxo sanguíneo nas artérias. Nesse caso, trata-se da doença arterial periférica, um problema que traz sintomas um pouco mais intensos do que no caso anterior, já que falta oxigênio e nutrientes aos tecidos.

Esforço excessivo

Quando as pernas são submetidas a um esforço excessivo, elas também ficam doloridas, mas essa é uma condição passageira. Isso pode acontecer por permanecermos muito tempo de pé, por caminhar ou por correr demais e praticar atividades físicas intensas.

A dor se manifesta porque sobrecarregamos a musculatura, as articulações ou outras estruturas. Embora ela se amenize gradativamente e desapareça após certo período, também é necessária atenção, pois trata-se de um sintoma que indica que estamos exigindo demais do corpo, o que pode levar a lesões futuras.

Problemas osteomusculares

As dores nas pernas relacionadas com problemas osteomusculares são aquelas desencadeadas por complicações que afetam os ossos ou a musculatura. Elas podem ser uma característica congênita do indivíduo, como no caso de distrofias musculares, ou ser decorrentes de outros problemas específicos.

Esse tipo de algia ocorre em pessoas com doenças inflamatórias autoimunes, lesões provocadas por remédios, intoxicações musculares, alterações hormonais e problemas comuns em pessoas com idade avançada, como a artrite e a artrose, além de outros problemas ortopédicos.

Gravidez

Existem situações em que as dores não estão relacionadas com doenças, mas sim com um estado específico, como é o caso das mulheres gestantes. Para elas, esse sintoma é muito comum durante toda a gravidez, mas suas causas são distintas dependendo da idade gestacional.

No início da gravidez, a algia se manifesta por causa da elevação na produção de hormônios, como o estrogênio e a progesterona. Eles causam a dilatação das veias, o que aumenta o volume de sangue ocasionando o sintoma. Conforme os meses vão passando, o volume do útero, o peso do bebê e da própria mulher comprimem o nervo ciático e a veia cava inferior, causando dor.

Lesões

Existem diversos tipos de lesões que também desencadeiam algia nos membros inferiores, sendo que elas podem ocorrer na musculatura, nos ossos, tendões, nas articulações e outros. São decorrentes de doenças, traumas, acidentes ou esforços excessivos.

Alguns exemplos são as fraturas, torções, contusões, distensões e os estiramentos. As disfunções também podem provocar esse incômodo, como no caso de quem manifesta contraturas musculares ou câimbras.

Diabetes

O diabetes é um mal silencioso que traz complicações para todo o organismo, e isso inclui os membros inferiores. Há casos em que não há como tratar a dor nas pernas sem o devido controle dessa doença, porque com o passar do tempo os altos índices glicêmicos provocam danos aos nervos.

Essa complicação é chamada de neuropatia diabética, uma alteração que afeta em especial os pés, mas também atinge as pernas e pode se estender para outras partes do corpo. Além da dor, o problema provoca a perda de sensibilidade e o surgimento de feridas que não cicatrizam, e ainda queimação, formigamento, ardência e sensação de choques ou agulhadas.

Problemas e desvios na coluna

Como o sistema musculoesquelético do ser humano apresenta diversas conexões, quando o indivíduo tem problemas na coluna, isso pode refletir em seus membros inferiores. Há casos em que os sintomas são mais intensos, provocando limitações para o indivíduo.

Uma hérnia de disco, inflamação no nervo ciático ou um mau posicionamento da coluna vertebral desencadeiam manifestações como dor no fundo das costas, na porção superior das coxas, nos glúteos e até fraqueza nas pernas.

Como tratar a dor nas pernas?

Em todos os casos, independentemente do tipo de algia, há como tratar as dores nas pernas, mas é preciso que o problema seja investigado por um especialista. Somente o profissional pode identificar a causa do sintoma para definir qual é a melhor terapia, que também varia de acordo com a gravidade e a necessidade de cada paciente.

Os tratamentos podem envolver a ingestão de medicamentos ou sua aplicação no local da dor. Também existe a possibilidade da realização de sessões de fisioterapia ou o uso de acessórios como meias de compressão, joelheiras e palmilhas ortopédicas.

Para os indivíduos que têm dor nas pernas em decorrência de outros problemas de saúde, é fundamental o controle da saúde por um médico, seguindo corretamente suas orientações para manter o equilíbrio orgânico.

Agora que você já sabe quais são as causas e como tratar as dores nas pernas, cuide bem do seu corpo para que ela não se manifeste. Lembre-se de fazer a prevenção, praticar exercícios na medida certa e cuidar do seu organismo de um modo geral. Se a dor for persistente, consulte um especialista para evitar que problemas se agravem.

A dor no joelho também é comum e precisa de atenção, pois pode se agravar com o tempo. Veja este artigo que explica suas causas e tratamentos.

Seguir Equipe Salvapé:

Fundada em 1938, a SalvaPé foi pioneira no mercado de produtos ortopédicos no Brasil. São mais de 80 anos trabalhando em parceria com os melhores profissionais da saúde do país para oferecer produtos com foco em inovação e qualidade. SalvaPé, desde 1938, Produtos Ortopédicos da Cabeça aos Pés.

Deixe uma resposta