Quais as Principais Causas da Dor no Cotovelo? Descubra!

postado em: Fisioterapia, Saúde | 1

Você também já sentiu dor no cotovelo? Não, não estamos falando do ditado popular, mas sim das manifestações dolorosas que afetam essa região dos membros superiores. Elas podem ocorrer em pessoas de todas as idades, sendo que até mesmo crianças estão sujeitas a esse incômodo.

A dor no cotovelo incomoda bastante, uma vez que ela ocorre em uma das articulações mais utilizadas do corpo humano. Pode ser decorrente de apenas uma pancada, curando-se sozinha, mas existem casos em que trata-se do sintoma de uma condição mais séria que exige tratamento.

Para que você entenda melhor sobre esse assunto, neste artigo explicaremos o que é essa dor, como ela pode ser identificada, quais são suas causas e os tratamentos disponíveis. Continue lendo para aprender um pouco mais sobre sua saúde!

Sobre a Dor no Cotovelo

Há quem diga que dor de cotovelo é inveja, mas, brincadeiras à parte, a verdade é que essa manifestação dolorosa é muito incômoda e limitante. Afinal, ela afeta uma articulação importante e amplamente requisitada para várias tarefas do dia a dia.

Precisamos flexionar e estender os braços para cumprir ações nos serviços domésticos, no trabalho, durante o lazer ou ao praticar exercícios físicos. Quando a dor no cotovelo se manifesta, ela causa limitações de movimentos. Isso porque, ao realizá-los, sentimos desconforto ou nem mesmo conseguimos mover o braço. Também é possível que ocorram sensações de pontada ou até mesmo perda de força ou resistência

Quando a dor no cotovelo é causada por alguma inflamação, como a tendinite, podemos observar também outros sintomas, como:

  • inchaços;
  • sensação de calor na região;
  • vermelhidão na pele;
  • formigamentos ou latejamento;
  • sensibilidade.

Destaca-se que, mesmo quando a dor está amena, ela exige cuidado. Precisamos ficar atentos para observar se o quadro não sofrerá uma evolução. Afinal, dependendo do que está causando essa manifestação, existe a possibilidade de agravamento do problema com sintomas mais intensos.

Causas da Dor no Cotovelo

Conforme explicamos no item anterior, a dor no cotovelo pode ser desencadeada por uma tendinite. Esse problema é uma inflamação que afeta os tendões e, quando ocorre nessa região, prejudica a articulação e limita os movimentos.

Porém, a dor se manifesta em função de várias outras causas, estando relacionada a alguns problemas, como:

  • bursite;
  • luxação;
  • artrite;
  • artrose;
  • infecções
  • tensão.

De toda forma, existe uma inflamação que é muito comum e se caracteriza como uma das principais causas da dor no cotovelo. Estamos falando da epicondilite. Veja a seguir as suas características.

Epicondilite

A epicondilite, também conhecida como cotovelo de golfista, é uma inflamação dos tendões responsáveis pela flexão do punho. Pode parecer estranho, mas eles se estendem do cotovelo até os dedos, possibilitando os movimentos que fazemos com as mãos, como girar a palma para baixo ou para cima.

Essa inflamação recebe esse nome porque tem uma alta incidência entre os praticantes de golfe. Afinal, ela se relaciona com o esforço excessivo ou com a sobrecarga dos tendões, que ocorre em função de movimentos repetitivos. Por isso, outros grupos de pessoas também estão suscetíveis a esse mal, por exemplo:

  • jogadores de tênis, rúgbi, squash e futebol americano;
  • praticantes de canoagem, remo e musculação;
  • jardineiros;
  • agricultores;
  • encanadores;
  • usuários de computador;
  • trabalhadores de linhas de montagem;
  • operários da construção civil.

A epicondilite também ocorre quando há falta de flexibilidade nos músculos ou desequilíbrio muscular. Ainda, é possível seu aparecimento em indivíduos de idade avançada. Sendo assim, qualquer pessoa pode ser acometida por uma dor no cotovelo devido a esse mal.

Para saber se é esse o seu caso ou não, você pode analisar os sintomas. A epicondilite desencadeia manifestações diversas, como:

  • dor aguda partindo da face interna do cotovelo até o dedo mínimo (mindinho);
  • dor ao manter a palma da mão para cima com o braço esticado;
  • dor ao apertar a mão;
  • dor ao movimentar o pulso;
  • sensação de formigamento nos dedos ou no antebraço;
  • dificuldade para flexionar o cotovelo;
  • perda de força para fazer tarefas simples (segurar um copo).

É importante saber que a epicondilite desencadeia sintomas amenos no começo, mas que tendem a aumentar sua intensidade com a repetição dos movimentos. Então, esteja atento se os incômodos não regredirem ou piorarem.

Tratamentos para Dor no Cotovelo

Uma vez que a dor no cotovelo tem diferentes origens, não existe um tratamento único para ela. É preciso passar pela avaliação de um ortopedista para que ele analise o seu caso e verifique o que está provocando esse sintoma.

Muitas vezes, a entrevista com o paciente (anamnese) e a avaliação clínica são suficientes para obter um diagnóstico. Porém, o especialista também poderá solicitar alguns exames, como uma radiografia ou uma ultrassonografia, a fim de investigar as estruturas internas do braço.

O tratamento pode envolver o uso de medicações analgésicas ou anti-inflamatórias para amenizar os sintomas e a dor, o que inclui remédios de uso tópico. Porém, a terapia de fato varia conforme a origem do problema e sua intensidade.

É possível recorrer às sessões de fisioterapia para promover o alívio dos incômodos e reabilitar os movimentos. Além disso, essas sessões podem dar mais força e flexibilidade à articulação. Em poucos casos, é preciso fazer uma cirurgia, por exemplo, quando o problema está na compressão do nervo.

O uso de cotoveleiras é muito bem-vindo, porque ajuda a proteger a articulação. Elas guiam os movimentos, evitando que haja um mau posicionamento, que poderia lesionar ainda mais a região. Ademais, minimizam o esforço, deixando a estrutura descansar.

Inclusive, o repouso é outra medida essencial para tratar a dor no cotovelo. É importante abster-se das atividades que estejam causando a dor, para que haja tempo de os tecidos se recuperaram. Porém, depois que isso acontecer, o ideal é buscar formas de prevenir a reincidência, como fazer pausas para alongar o braço e usar as cotoveleiras.

De toda forma, somente o profissional pode identificar o que está causando a dor no cotovelo e indicar a melhor terapia. Siga à risca as recomendações do especialista e peça instruções sobre como se prevenir. Afinal, esse problema pode não ser tão grave, mas é limitante e afeta a qualidade de vida, causando atrasos em seu trabalho, na rotina e nos treinos.

Gostou do artigo? Então, compartilhe este conteúdo com seus amigos nas redes sociais para que eles também saibam mais sobre esse assunto!

Powered by Rock Convert
Seguir Equipe Salvapé:

Fundada em 1938, a SalvaPé foi pioneira no mercado de produtos ortopédicos no Brasil. São mais de 80 anos trabalhando em parceria com os melhores profissionais da saúde do país para oferecer produtos com foco em inovação e qualidade. SalvaPé, desde 1938, Produtos Ortopédicos da Cabeça aos Pés.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *