Você sabe quais são os benefícios da cinta elástica?

postado em: Saúde | 0

Os benefícios da cinta elástica são muitos quando esse produto é usado corretamente. Afinal, ele promove a estabilização da região torácica e ainda permite a reorganização de tecidos após cirurgias ou o parto. Ele é encontrado em modelos diferentes e todos são uma faixa de tecido elástico reforçado que envolve a região abdominal.

Os tipos variam de acordo com a necessidade de cada pessoa, sendo que há aqueles com foco no abdômen e outros que protegem a lombar. Por isso, preparamos este artigo para falar um pouco mais sobre as cintas elásticas, apresentando, além dos benefícios que ela traz, as suas indicações e o modo correto de usar. Continue lendo para saber se esse produto também é recomendado para você!

Para que serve a cinta elástica?

Você já deve ter visto muitas citações sobre as cintas modeladoras, aquelas usadas — principalmente por mulheres — para deixar a silhueta mais fina. No entanto, também existem modelos que são indicados para uso ortopédico e que visam a prevenção e saúde, e não somente questões estéticas.

Nesse caso, a cinta elástica é fabricada em tecido flexível e apresenta uma tecnologia que possibilita dar sustentação para certas partes do corpo, como a coluna dorso-lombar e o abdômen. Ela é projetada para evitar a sobrecarga nas estruturas corporais, promovendo a compressão na medida certa e mantendo a estabilidade.

Sendo assim, os benefícios da cinta elástica incluem tanto a prevenção de lesões na coluna como também a facilitação da recuperação de áreas já afetadas, e ainda é recomendada no pós-operatório para diversos casos.

Algumas situações nas quais esse produto é indicado são:

  • escolioses;
  • lesão medular;
  • traumatismos;
  • artroses;
  • fraturas osteoporóticas;
  • lombalgias;
  • somatizações;
  • flacidez abdominal;
  • pós parto;
  • pós-operatório.

É importante entender que a cinta elástica também é considerada uma órtese, porém, ela não promove a imobilização completa. Os modelos usados para estabilização da região lombar, por exemplo, não restringem a mobilidade, e por isso, pode ser usada para sentar-se e dirigir, promovendo a proteção sem impedir a rotina.

De toda forma, o grau de imobilização das cintas varia dependendo do material com o qual ela é fabricada. Existem algumas que são mais rígidas, indicadas para fraturas; outras, mais leves e flexíveis, para contribuir com o fortalecimento da região abdominal após uma lipoaspiração, por exemplo. Sendo assim, para cada necessidade há um produto correto.

Quem pode ou deve usar cinta elástica?

Como você viu, os benefícios da cinta elástica se estendem para diferentes grupos de pessoas em função das várias indicações que ela possui. No entanto, é fundamental que esse produto seja indicado por um especialista.

Isso porque ele promove compressão no organismo e precisa ser usado corretamente para que a estabilização aconteça do jeito certo. Afinal esse é um item ortopédico com finalidades corretivas, preventivas e terapêuticas, e por isso, não pode ser usado indiscriminadamente ou exclusivamente para fins estéticos.

O ideal é que a cinta elástica seja usada por pessoas que precisam de um suporte na região lombar por causa de situações como:

  • permanecer muito tempo em pé ou sentado;
  • atividades que aumentam o risco de lesões na coluna;
  • histórico de dores na coluna;
  • casos de hérnia de disco (para corrigir a postura);
  • fraqueza na coluna.

Além disso, como foi dito, a cinta também é recomendada para mulheres no pós-parto, auxiliando na reorganização dos órgãos internos e permitindo à pele e tecido adiposo se reordenarem, evitando a flacidez na região.

No caso de quem passou por cirurgias, a cinta evita a sobrecarga no local operado e favorece a recuperação e cicatrização dos tecidos. Também traz mais conforto para o paciente e segurança ao se movimentar, prevenindo lesões.

Outra indicação da cinta elástica é para atletas e praticantes de atividades físicas. Isso porque ela ajuda a proteger a região lombar, melhorar a postura e evitar recidivas em caso de lesões anteriores.

Embora a cinta elástica apresente benefícios, ela também pode ser contraindicada em casos mais específicos, como para mulheres grávidas. Nesse caso, elas precisam de um produto específico em função da sua condição, como a faixa ortopédica.

Casos que também merecem atenção são os de pessoas que apresentam problemas de circulação sanguínea. É fundamental que recebam a instrução correta de um profissional, uma vez que a compressão do material pode dificultar ainda mais a circulação do sangue se o item não for usado corretamente.

Quais os benefícios da cinta para o corpo?

Os benefícios da cinta elástica são variados, porque ela ajuda tanto a fazer correções posturais e orgânicas quanto a realizar a prevenção de lesões — e ainda tem indicações terapêuticas. A seguir, listamos algumas de suas funções para que você entenda as vantagens que ela traz.

Minimiza os riscos de lesões na coluna

A tecnologia empregada na fabricação das cintas elásticas engloba o uso de materiais e estruturas que fazem a distribuição do esforço e da carga para outras estruturas corporais, aliviando a pressão na coluna. Por isso, elas minimizam os riscos de lesões nesse local, seja no dia a dia, ao praticar exercícios, ou no trabalho.

Ameniza as dores nas costas

Por causa da sustentação que oferece e pela correção que promove na postura, as dores nas costas também são aliviadas com uso de cintas elásticas. Isso acontece porque elas aliviam o peso que está nas vértebras e costelas, descarregando-o a partir da pélvis. Sendo assim, a carga e pressão na lombar são minimizadas, reduzindo a dor.

Corrige a postura

A cinta mantém a estabilidade do tronco e da coluna, então, a postura é corrigida, prevenindo lesões e deformações. Como a estrutura corporal está posicionada do modo correto, as dores também são minimizadas, além de favorecer o funcionamento dos órgãos internos e mantê-los organizados corretamente.

Favorece a recuperação

Após cirurgias e no caso de lesões, o uso da cinta elástica favorece a recuperação do indivíduo. Afinal, como ela minimiza a sobrecarga e distribui o peso, fica mais fácil para os tecidos cicatrizarem. Além disso, também evita que o mesmo local sofra uma nova lesão por causa das atividades e movimentos.

Como a cinta elástica deve ser usada?

Para desfrutar dos benefícios da cinta elástica a primeira medida a ser adotada é procurar por um especialista. Ele é a pessoa mais indicada para apresentar o produto correto em seu caso, já que existem modelos específicos para necessidades variadas.

O uso de uma cinta incorreta pode trazer mais problemas em função de não agir na região esperada e, ainda, com o agravante de promover o efeito contrário, causando sobrecarga. Além disso, também existem diferentes materiais que podem ser mais ou menos confortáveis, dependendo de quanto tempo e onde ela será usada.

Após identificar o modelo correto, é importante seguir as instruções de uso deixadas pelo fabricante, compreendendo que é necessária na medida certa, sem afetar a circulação sanguínea. E lembre-se de que a cinta somente deve ser usada para dormir caso isso seja recomendado pelo especialista. Do contrário, o ideal é usá-la somente pelo período necessário para fazer a prevenção ou durante uma atividade específica.

Sendo assim, como você pode ver, a forma de utilização também é distinta dependendo do que cada pessoa necessita. Portanto, a decisão mais correta é sempre procurar um profissional para receber as suas instruções.

Outro ponto importante para você desfrutar dos benefícios da cinta elástica é escolher uma boa marca, assim terá certeza de que produto tem boa qualidade e atenderá às suas necessidades. Afinal, é preciso que tenha uma procedência confiável para cuidar bem da sua saúde sem oferecer nenhum tipo de risco.

Precisa de ajuda para identificar a melhor cinta elástica para você? Entre em contato conosco e converse com nossos profissionais para conhecer nossa linha de produtos e suas indicações!

Seguir Equipe Salvapé:

Fundada em 1938, a SalvaPé foi pioneira no mercado de produtos ortopédicos no Brasil. São mais de 80 anos trabalhando em parceria com os melhores profissionais da saúde do país para oferecer produtos com foco em inovação e qualidade. SalvaPé, desde 1938, Produtos Ortopédicos da Cabeça aos Pés.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *