Quais os principais riscos em ser um atleta de fim de semana?

postado em: Esporte | 0

Você conhece algum atleta de fim de semana? Recebem essa classificação todas as pessoas que não costumam praticar atividades físicas de segunda a sexta-feira, por isso aproveitam o sábado e o domingo para se exercitarem.

Pode parecer que essa atitude é benéfica para a saúde, no entanto ela esconde alguns riscos que precisam ser considerados. Nem sempre se exercitar durante esses dois dias é uma boa alternativa, principalmente quando o esforço realizado é muito intenso.

Para que você entenda melhor os prejuízos de ser um atleta de fim de semana, nós preparamos este artigo a fim de apontar os riscos aos quais uma pessoa com esse perfil está exposta. Continue lendo e veja como evitar que os exercícios físicos, em vez de benefícios, tragam prejuízos para sua saúde.

Os benefícios de praticar atividades físicas regularmente

O ideal é que os exercícios físicos sejam praticados de forma regular. Isso significa que devemos nos exercitar pelo menos um pouco todos os dias. É dessa forma que nosso corpo adquire condicionamento e melhoramos nossa saúde.

Praticar atividades físicas regularmente e de acordo com as limitações de nosso organismo permite que ele, a cada dia, consiga fazer um esforço maior. Basicamente, consiste em dar um passo de cada vez e superar seus próprios limites gradativamente.

Desse modo, mantemos nosso organismo em constante atividade, ativamos a circulação sanguínea, fortalecemos o coração e aumentamos a capacidade respiratória. Também aceleramos o metabolismo, fazendo com que ele funcione perfeitamente, queimando gorduras e eliminando toxinas.

Outro benefício da prática regular de exercícios é o fortalecimento da musculatura e das articulações. Quando essas estruturas são trabalhadas de forma constante, elas se acostumam, digamos assim, a fazer esforços, conseguindo responder favoravelmente sem sofrer nenhum tipo de lesão quando necessário.

Mas não é somente o corpo que se beneficia com os exercícios regulares. Nossa mente e estado psicológico também refletem uma boa melhora. Afinal, se exercitar faz com que o organismo libere neurotransmissores que promovem sensação de prazer e bem-estar, aliviando o estresse e combatendo problemas como a depressão.

Os riscos da prática esporádica de atividades físicas

Por causa de todas essas vantagens e benefícios, não é raro vermos um atleta de fim de semana, já que se exercitar é assim tão bom. Então, mesmo que durante a semana isso não seja possível, há uma compensação aos sábados e domingos, mas o problema pode estar justamente nesse fato.

Conforme explicamos, a prática regular de atividades físicas mantém o organismo em constante funcionamento. Ele é condicionado, ganha mais força e resistência, por isso está bem-preparado para realizar esforços, o que não acontece quando temos uma rotina sedentária.

O atleta de fim de semana se expõe a riscos porque seu corpo não está pronto para realizar um grande esforço somente dois dias por semana. Esse despreparo traz prejuízos que podem ser muito severos. Veja quais são a seguir.

Riscos cardiovasculares

Nosso coração bombeia sangue em um fluxo e intensidade adequados ao esforço realizado. Sendo assim, se levamos uma rotina tranquila, ele trabalhará mais lentamente e se acostumará a esse ritmo. Então, quando chega o fim de semana e precisa trabalhar mais intensamente, pode não resistir a essa sobrecarga.

Um atleta de fim de semana não tem um coração devidamente condicionado para uma partida intensa de futebol, por exemplo, corridas muito longas ou pedaladas por quilômetro. Para eles, existe uma chance maior de desenvolver arritmia ou sofrer uma parada cardíaca.

Os riscos são ainda maiores para aqueles que já apresentam patologias cardíacas ou uma tendência para elas. Esse esforço repentino do músculo cardíaco favorece a manifestação desses problemas ou o agravamento deles.

Riscos físicos

Não é somente o coração do atleta de fim de semana que não está preparado para essa sobrecarga de esforço: todo o restante de seu organismo não tem o condicionamento necessário, tanto musculatura quanto articulações.

Elas também se acostumam a realizar sempre aqueles movimentos repetitivos, sem grande intensidade ou muita extensão. Podemos dizer que ficamos um pouco “enferrujados”, além de ter nossa força reduzida pela falta de treino.

Então, quando chega o sábado ou domingo e exigimos demais do corpo, ele não apresenta uma resposta satisfatória e ficamos muito propensos a lesões, tanto musculares quando articulares, podendo afetar os tendões e outras várias estruturas.

A importância das orientações profissionais

Se ser um atleta de fim de semana é tão perigoso assim, então o melhor seria abandonar essa prática? Na verdade, não. Ainda que o ideal seja adotar atividades físicas regulares, as práticas aos sábados e domingos também trazem benefícios para o organismo, desde que sejam realizadas adequadamente.

O risco acontece, principalmente, quando as pessoas se esforçam excessivamente para compensar os dias que permaneceram em sedentarismo. É nesse momento que elas ultrapassam seus limites e podem desenvolver diversos problemas de saúde, conforme explicamos.

Fazer uma caminhada no parque por alguns minutos, ou pedalar calmamente curtindo a paisagem, não oferecem um risco excessivo. Na verdade, é uma boa alternativa para você se sentir estimulado a acrescentar os exercícios físicos em sua rotina.

De toda forma, não se esqueça de que o ideal é consultar um profissional antes de iniciar os treinos, sejam eles diários ou de fim de semana. É preciso que você saiba exatamente como está sua saúde a fim de não adotar nenhuma prática que seja perigosa.

Além disso, um profissional pode elaborar um treino ideal de acordo com suas necessidades e seu condicionamento físico. Lembrando que, muitas vezes, não precisamos sair de casa ou frequentar uma academia para nos exercitamos. Porém, ainda é importante ter o suporte médico e de um educador físico.

Eles também indicarão para você alguns equipamentos que possam ser necessários para garantir uma maior proteção, como as joelheiras ou munhequeiras. Isso dependerá de sua necessidade ou tendência para desenvolver alguma lesão. Mais uma vez vemos a importância de contar com o suporte de especialistas.

Sendo assim, você não precisa deixar de ser um atleta de fim de semana, mas deve reservar um tempo em sua agenda para praticar atividades também nos demais dias, ainda que por alguns minutos. Desse modo, vai garantir saúde a seu organismo, além de alcançar resultados mais satisfatórios sem correr riscos.

Você é um atleta de fim de semana ou pratica atividades físicas regularmente? Deixe seu comentário e conte para a gente como é sua rotina de treinos!

Seguir Equipe Salvapé:

Fundada em 1938, a SalvaPé foi pioneira no mercado de produtos ortopédicos no Brasil. São mais de 80 anos trabalhando em parceria com os melhores profissionais da saúde do país para oferecer produtos com foco em inovação e qualidade. SalvaPé, desde 1938, Produtos Ortopédicos da Cabeça aos Pés.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *